Principal
 Calendário
 Contato
 Cronometragem
 Editorial
 Fórum
 Inscrições
 Links
 Notícias
 Procure sua foto
 Promoção
 Resultados
 Saúde
Notícias
Terça, 9 de Maio de 2017
Queniano quase quebra a barreira de duas horas na maratona

Vinte e cinco segundos. No fim das contas, foi isso que separou um dos melhores corredores do planeta da fronteira do impossível. Eliud Kipchoge, queniano, atual campeão olímpico da maratona, correu neste sábado 42 km e 195 metros em 2 horas e 24 segundos. Nunca um ser humano cumpriu a distância tão rápido.

Ainda assim, faltou gás nos 10 km finais para que ele atingisse o objetivo que havia estabelecido para o desafio na Itália: ser o primeiro a completar uma maratona em menos de 2 horas, uma barreira que há tempos desafia e encanta atletas, treinadores e cientistas.

- Quem sabe numa próxima vez. Mas está comprovado que é possível, sim, para um corredor, correr a maratona em menos de 2 horas - disse o atleta.

Kipchoge tinha a companhia de outros dois corredores gabaritados. Zersenay Tadese, da Eritréia, recordista mundial da meia-maratona e Lesisa Desisa, etíope, duas vezes vencedor da maratona de Boston. Os dois, porém, não duraram muito na disputa. Antes da metade do desafio já se distanciaram do ritmo necessário para a façanha, deixando o queniano sozinho no embate com o relógio. Apontado como um dos melhores maratonistas da história, ele não desapontou. E se manteve no ritmo para desafiar a barreira das 2 horas até o quilômetro 35. Depois, sim, fraquejou.

Também pudera. Kipchoge completava cada quilômetro em cerca de 2 minutos e 50 segundos, numa velocidade média de aproximadamente 20 km/h. Um maratonista médio, no Brasil, cumpre cada quilômetro em menos de 9 km/h.

A marca dele fica bem abaixo do melhor tempo já registrado para a distância - 2 horas, 2 minutos e 57 segundos, do também queniano Dennis Kimetto. Só que a empreitada deste sábado foi diferente. Não se tratava de uma maratona oficial, mas sim um misto de competição, ação de marketing e experimento científico. O projeto foi custeado pela Nike, que montou um time de especialistas em diversas áreas - calçados e acessórios, treinamento, alimentação, hidratação, estratégias de prova - na tentativa de derrubar a barreira das 2 horas.

A opção de usar parte do autódromo de Monza - conhecido dos brasileiros por causa da Fórmula 1 - como palco para a corrida teve a ver com isso e não foi aleatória. Num traçado oval, de 2.4 km de extensão, plano e com poucas curvas, fica mais fácil para treinadores e cientistas monitorarem os atletas de perto. Mais: as condições climáticas se enquadraram perfeitamente no que a equipe considerava ideal - cerca de 11 graus Celsius para o início do evento e pouco vento.

De toda forma, o tempo não vai contar como recorde oficial. Desde 2003, para que as marcas de maratonas disputadas em diferentes países sejam classificadas como recordes mundiais, a Federação Internacional de Atletismo estabelece uma série de pré-requisitos para a homologação.

A prova em Monza não cumpre vários deles. Os três corredores, por exemplo, foram auxiliados por pelo menos 30 coelhos, aqueles atletas que vão à frente do pelotão, ditando o ritmo e protegendo os atletas do desgaste do vento. Em Monza, eles se revezavam a cada 5km para dar suporte aos postulantes ao recorde. Em maratonas convencionais, esse entra-e-sai de corredores auxiliares não é permitido. Além disso, os atletas tiveram acesso a postos de hidratação a cada 3km - uma frequência até duas vezes superior ao que se vê em provas convencionais.

E há, ainda, detalhes dos tênis que talvez possam ser questionados. O fabricante diz que o modelo usado ontem pelos atletas, que contém uma placa de fibra de carbono no solado para otimizar o desempenho, pode tornar a corrida mais eficiente em até 4% - um salto e tanto para os padrões do alto rendimento esportivo. As regras da federação internacional são pouco esclarecedoras sobre o tema. Dizem apenas que "os calçados não podem oferecer uma vantagem desleal" aos corredores.

Mirar o recorde oficial, porém, nem era o objetivo principal, segundo os organizadores. Matt Nurse, vice-presidente do Laboratório de Pesquisa em Esportes da Nike, falava antes do evento que tudo se tratava de uma “tentativa de estabelecer novos limites para a performance humana".

- É Uma viagem a Lua - disse ele.

A analogia com a corrida espacial não aparece por acaso. Outros projetos em curso criaram uma espécie de competição para ver quem superaria primeiro essa barreira simbólica. Um é de outra gigante do material esportivo, a Adidas. E outro é liderado por um grupo de cientistas europeus. Ambos parecem mais interessados em tentar o recorde durante maratonas convencionais, não em eventos próprios.

De toda forma, o fascínio por descobrir se cumprir a distância da maratona em menos de 2 horas era uma tarefa possível para o corpo humano já vem de décadas. Nos anos 90 publicações científicas já traziam artigos sobre o tema. A partir de 1998, as marcas mundiais da maratona passaram a despencar num ritmo quatro vezes mais rápido do que no passado. E aí o debate ganhou corpo, abrindo espaço para os projetos que tentam transformar teoria em prática - e colher os frutos disso.

FONTE: Globo.com

Últimas notícias
17/07 Meia Maratona de Revezamento Eu Atleta agitou a USP no sábado à noite
16/07 Altobeli bate recorde pessoal na Liga Diamante de Rabat
03/07 Valdir Sérgio vence a Corrida Integração de Ribeirão Preto
29/06 Bolt vence os 100 metros no Meeting de Ostrava
26/06 Brasil mantém a hegemonia no Sul-Americano de Assunção
19/06 Quenianos vencem a Maratona do Rio de Janeiro
14/06 Maratona do Rio de Janeiro terá novo duelo entre Brasil e Quênia
12/06 Pinheiros conquista o bicampeonato no Troféu Brasil de Atletismo
08/06 Começa nesta sexta-feira o Troféu Brasil de Atletismo
07/06 Corrida Eu Atleta terá meia maratona de revezamento noturna
05/06 Corrida e Caminhada Contra o Câncer acontece neste domingo
01/06 Maratona do Rio reunirá 33 mil corredores de 47 países
22/05 Paul Kipkorir e Tatiele de Carvalho vencem os 10 KM Tribuna FM
18/05 10 Km Tribuna FM acontece neste domingo
09/05 Queniano quase quebra a barreira de duas horas na maratona
08/05 Thiago Braz confirma participação no GP Brasil de Atletismo
25/04 Adriana, Valdilene e Andreia obtêm índices para o Mundial
23/04 Queniana bate recorde mundial e vence maratona de Londres
11/04 Quenianos dominam a 23ª Maratona de São Paulo
10/04 Giovani e Roselaine são campeões no Rio
09/04 Maratonista queniana é pega no doping
05/04 Africanos confirmados na 23ª Maratona de São Paulo
04/04 Pelotões serão os destaques nos 10 KM Tribuna FM
28/03 Brasil terá destaques na 23ª Maratona de São Paulo
22/03 Damião Ancelmo é campeão em Montevidéu
21/03 Jéssica Ladeira vence a Corrida da Mulher no Rio de Janeiro
20/03 Inscrições abertas para os 10 KM Tribuna FM
17/03 Últimos dias para inscrição na 23ª Maratona de São Paulo
09/03 CBAt convoca atletas para o Sul-Americano de Maratona e Meia Maratona
06/03 Nova suspeita de doping envolve o fundista Mo Farah
02/03 Maratona de São Paulo confirmada para o dia 9 de abril
21/02 Daniel Nascimento conquista o ouro no Sul-Americano de Cross Country
20/02 Quenianos vencem a 11ª Meia Maratona de São Paulo
14/02 Meia Maratona de São Paulo terá participação de estrangeiros
13/02 Lagoa Rodrigo de Freitas receberá a Corrida da Mulher
10/02 Queniana bate recorde mundial da Meia Maratona
09/02 Giovani dos Santos confirma presença na Meia Maratona de São Paulo
06/02 Gilberto Lopes conquista o tetra da Copa Brasil de Cross Country
02/02 Copa Brasil de Cross Country será seletiva para o Sul-Americano do Chile
02/02 Últimos dias de inscrição da Guarujá Race Night
01/02 Meia Maratona de São Paulo combaterá os "pipocas"
31/01 Etíope e Queniana vencem a Volta ao Cristo em Poços de Caldas
24/01 Inscrições abertas para Copa Brasil de Cross Country
23/01 Giovani dos Santos vence a Corrida de São Sebastião no Rio de Janeiro
19/01 Wellington Bezerra e Maria Seguins conquistam o Ranking de Corredores 2016
17/01 Corrida de São Sebastião acontece nesta sexta-feira
10/01 Giovani dos Santos vence a Corrida de Reis de Cuiabá
01/01 Nova vitória africana na São Silvestre